IPB Morada da Serra
Notícias IP Morada da Serra

Lula ironiza a passagem escrita em Lucas 18.25

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva disse durante um discurso que é bobagem acreditar que o pobre só vai ganhar os céus depois da morte, ironizando a passagem escrita em Lucas 18.25 que diz  ”Porque é mais fácil entrar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”.

Em sua participação no lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar da Bahia 2011/2012 que aconteceu nesta quinta-feira, 21, em Salvador ele motivou os trabalhadores rurais dizendo que o céu tem que ser aqui na Terra também, dando os operários as mesmas condições de vida dos ricos, que não vão herdar o Reino dos Céus após a morte, mas já desfrutam disso durante a vida.

Bobagem, essa coisa que inventaram que os pobres vão ganhar o reino dos céus. Nós queremos o reino agora, aqui na Terra. Para nós inventaram um slogan que tudo tá no futuro. É mais fácil um camelo passar no fundo de uma agulha do que um rico ir para o céu . O rico já está no céu, aqui”, disse.

Para ele o pobre que levanta todos os dias para trabalhar também merecia ter condições de comer bem e viajar igual aos ricos. “Porque um cara que levanta de manhã todo o dia, come do bom e do melhor, viaja para onde quer, janta do bom e do melhor, passeia, esse já está no céu. Agora o coitado que levanta de manhã, de sol a sol, no cabo de uma enxada, não tem uma maquininha para trabalhar, tem que cavar cada covinha, colocar lá e pisar com pé, depois não tem água para irrigar, quando ele colhe não tem preço. Esse vai pro inferno.”

Os presentes aplaudiram acaloradamente essas palavras do ex-presidente que pede o céu para os trabalhadores ainda em vida. “Queremos que todo mundo vá pro céu, agora. Queremos ir pro céu vivo. Não venha pedir para a gente morrer para ir pro céu que a gente quer ficar aqui mesmo”, disse.

Veja um trecho do comentário do Rev. Augustus Nicodemos acerca da triste declaração do ex-presidente:

Meu caro Luiz Inácio, O inferno não está ausente na vida das celebridades, dos milionários e dos poderosos. Que o digam as vidas das celebridades marcadas pelos problemas familiares, os divórcios, os escândalos, as drogas, os suicídios. Eu também posso lhe apresentar gente pobre que é feliz, que tem um casamento abençoado, filhos honestos e trabalhadores.

Céu e inferno não se definem em termos de riqueza e pobreza, Lula, e nem em termos de popularidade e anonimato. Amy Winehouse certamente discordaria de suas palavras. E com ela todos aqueles outros jovens de 27 anos, que experimentarm o inferno existencial em suas vidas em meio à riqueza e celebridade. Pois, que outra razão teriam para não mais se importarem consigo mesmos, suas carreiras e as pessoas queridas ao seu redor?

Eu sei que tem celebridades que abusam das drogas, como Keith Richards, e que já vão com 80 anos de idade. Mas Amy e outros não conseguiram superar as angústias, perguntas, questionamentos, e o desespero que batem na porta de todos - inclusive dos ricos e dos famosos.

Adeus, Amy. Lamento muito mesmo sua morte.

Boa noite, Lula. Espero que o que aconteceu com Amy lhe leve, no futuro, a ponderar suas palavras quando for comentar assuntos que extrapolam as categorias de pobreza e riqueza, política e governo. (Leia na íntegra em http://tempora-mores.blogspot.com/)

Fonte: Gospel Prime

Com informações Oglobo


Versão para Impressão Enviar notícia


Pesquise em Notícias:
Igreja Presbiteriana Morada da Serra. Rua Acre, n. 978 - Bairro CPA 2 - Cuiabá/MT
Telefone: (65) 3641 2399
Fale Conosco